Déda articula reeleição ao governo do Estado

A menos de dois meses do início da campanha eleitoral, o governador petista Marcelo Déda (foto) ainda aguarda que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgue recurso que pede a cassação de seu diploma. Enquanto isso, o petista articula uma aliança que envolve o PMDB, PSB, PDT e PC do B. O processo que acusa o governador de abuso de poder político e econômico quando era prefeito de Aracaju, em 2006, não tem previsão de data para ser votado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.