Defensoria Pública faz intercâmbio com o Mercosul

Amanhã, seis defensores públicos vindos de países do Mercosul desembarcam em São Paulo para um estágio de duas semanas na Defensoria Pública da capital. "Esses profissionais vêm atraídos, principalmente, pela oportunidade de conhecer melhor as leis brasileiras, como a Maria da Penha e o Estatuto da Criança e do Adolescente, entre as mais modernas do mundo até mesmo em comparação com a legislação europeia", diz a defensora pública-geral, Cristina Guelfi. Os defensores da Argentina, Uruguai e Paraguai acompanharão a atuação dos colegas paulistanos nas casas de referência da mulher, sistema prisional, Fundação Casa e comunidades onde existe disputa por terras, entre outros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.