AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Defesa Civil ainda não quer retorno de moradores

A Defesa Civil de Osasco desmentiu a informação do assessor de imprensa da Petrobrás, Romeu Onada, de que os moradores dos bairros próximos ao vazamento poderiam voltar para as suas casas.Segundo o chefe de Operações da Defesa Civil daquele município, Eudes de Oliveira da Silva, o vazamento já foi controlado, porém os moradores ainda não podem retornar para as residências por causa do risco de acúmulo de gás nas galerias de águas pluviais.Os bairros evacuados foram Piratininga, em Osasco, e Munhoz Júnior, que fica entre Osasco e Barueri. Silva não soube estimar o número de moradores que foram retirados de suas casas, pois o trabalho foi executado conjuntamente pelos bombeiros de Osasco e Barueri, Polícia Militar e a Defesa Civil dos dois municípios.Ainda de acordo com Silva, além do gás, ocorreu o vazamento de uma certa quantidade de gasolina que estava na tubulação de gás (ele não soube explicar o porquê). Agora, a tubulação está sendo lavada com água. A rodovia Castelo Branco continua interditada. O congestionamento na Marginal do Tietê se estende do Cebolão até a Ponte da Freguesia do Ó. Segundo a CET, não existe congestionamento na Marginal do Pinheiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.