Defesa Civil avalia áreas atingidas pelas enchentes no Maranhão

Secretária Nacional vai ao Estado disponibilizar ajuda; quase 10 mil estão desabrigados ou desalojados

Fabiana Marchezi, Central de Notícias

24 de abril de 2009 | 16h40

A secretária Nacional de Defesa Civil, Ivone Maria Valente, deve seguir ainda nesta sexta-feira, 24, para São Luís, no Maranhão, com o objetivo de avaliar as áreas atingidas pelas enchentes. Ela também deve disponibilizar a ajuda que for necessária para socorrer a população mais afetada. De acordo com o Ministério da Integração Nacional, três especialistas em barragens acompanharão a secretária para verificar a real situação da barragem do Rio Flores, que começou a transbordar.

 

Desde a quinta-feira, 23, dois técnicos da Secretaria Nacional de Defesa Civil estão em São Luis ajudando a Defesa Civil do Estado na análise dos danos causados pela enchente que já deixou 4.543 desalojados e 4.775 desabrigados, nos municípios de Alto Alegre, Arame, Bacabal, Bequimão, Caxias, Lago da Pedra, Marajá do Sena, Palmeirândia, Pedreiras, Trizidela do Vale, Tufilândia, Presidente Juscelino, Nina Rodrigues, Presidente Vargas, Duque Barcelar, São Luís e Pindaré Mirim.

 

A secretaria autorizou a liberação de diversos materiais que já se encontram estocados na capital maranhense. São 75 mil que foram colocados à disposição da coordenadoria estadual de Defesa Civil. Ao todo, são 3.300 kits de limpeza, 9.900 colchões, 9.900 cobertores, 9.900 toalhas, 9.900 lençóis, 9.900 travesseiros, 9.900 fronhas e 9.900 mosquiteiros. Serão distribuídos, ainda, 1.832 filtros de água e 54 rolos de lona.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvas no MAvítimas das chuvaschuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.