Defesa Civil de Teresópolis mantém mais de 500 casas interditadas

Órgão montará um posto avançado para atendimento aos moradores que foram prejudicados pela chuva

Agência Brasil,

16 Abril 2012 | 19h03

RIO DE JANEIRO - A cidade de Teresópolis, no Rio de Janeiro, ainda tem 544 residências interditadas em consequência das fortes chuvas que atingiram a região serrana no último dia 6, matando cinco pessoas e deixando outras 24 feridas.

Segundo a prefeitura de Teresópolis, desde a última sexta-feira, 13, a Defesa Civil do município realizou 735 vistorias técnicas. Além das 544 casas que ainda estão interditadas por apresentarem risco de desabamento, há 274 pessoas desabrigadas e alojadas em seis abrigos disponibilizados pelo município.

A assessoria de imprensa informou, com base no número de vistorias realizadas, que a Defesa Civil estima a existência de 1.902 pessoas desalojadas. Eles tiveram de deixar suas casas temporariamente e estão provisoriamente em casas de parentes ou amigos.

Objetivando orientar a população atingida pela chuva e fornecer toda a documentação referente ao desastre, a Defesa Civil de Teresópolis montará a partir desta segunda-feira, 16, até a próxima terça-feira, 24, um posto avançado para atendimento aos moradores que foram prejudicados, principalmente os que tiveram as casas interditadas.

Os moradores terão que apresentar aos técnicos da prefeitura um termo de interdição da residência ou, caso não o possua, poderão solicitar no próprio posto uma vistoria à sua residência para obter o termo comprovando a situação em que sua moradia se encontra.

Mais conteúdo sobre:
Defesa Civil Teresópolis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.