Defesa Civil investiga causas de desabamento de prédio no Rio

Outros 5 edifícios nos arredores foram interditados e moradores saíram da região; ninguém se feriu no acidente

Agência Brasil,

07 de janeiro de 2009 | 14h39

A Defesa Civil do Rio investiga as causas que levaram a um prédio de cinco andares a desabar na noite de terça-feira, 7, na Comunidade Rio das Pedras, na zona oeste da cidade. Ninguém se feriu. De acordo com o subsecretário do órgão, o coronel Sérgio Simões, os moradores deixaram o local espontaneamente. Outras cinco edificações nas proximidades precisaram ser interditadas. "Os moradores ficaram assustados com a situação. Nós não verificamos risco iminente para as outras edificações. Estamos pedindo à Associação de Moradores para identificar os responsáveis pelas construções para saber se havia um projeto, cálculos adequados. Após isso, daremos um parecer definitivo." O Corpo de Bombeiros de Jacarepaguá foi chamado por volta das 22 horas por um morador que ouviu estalos na estrutura do edifício. Quando o Corpo de Bombeiros chegou ao local, o prédio - onde moravam quatro famílias - já havia desabado. De acordo com a Defesa Civil, cerca de 50 famílias habitavam os apartamentos dos prédios interditados. O coronel disse ainda que há seis meses um prédio desabou na comunidade.

Tudo o que sabemos sobre:
desabamentoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.