Defesa e Exército decidem amanhã atuação da Força de Pacificação no Rio

Segundo ministro Nelson Jobim, reuniões mensais durarão o tempo que for necessário para garantir a paz na região

Agência Brasil,

13 de dezembro de 2010 | 14h57

BRASÍLIA - O ministro da Defesa, Nelson Jobim, deverá se reunir nesta terça-feira, 14, com o Comando do Exército para definir como será feito o trabalho da Força de Pacificação no conjunto de favelas do Complexo do Alemão e na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro.

 

Jobim disse que, no encontro, será decidido quando começarão as reuniões com a Força de Pacificação para definir estratégias de atuação e o contingente de militares. "Estamos aguardando o recebimento do plano de operação para definir o módulo de continuidade da ocupação", disse. Segundo o ministro, as reuniões serão mensais e durarão o tempo que for necessário para garantir a paz na região.

 

A Força de Pacificação será comandada pelo general-de-brigada Fernando José Lavaquial, atual comandante da Brigada de Infantaria Paraquedista e ex-comandante da Força de Paz no Haiti. Os homens vão atuar, pela primeira vez, como uma força de paz no Brasil, no Complexo do Alemão, nos moldes do que já vêm fazendo em território haitiano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.