Defesa quer acesso à integra dos grampos

O criminalista Marcelo Martins de Oliveira decidiu requerer à Justiça cópia integral de todos os áudios da investigação em Campinas. Ele defende Carlos Henrique Pinto, ex-secretário de Segurança Pública da gestão Dr. Hélio, que teve a prisão temporária decretada. Pinto não chegou a ser preso. Seu advogado conseguiu derrubar a ordem de prisão por meio de habeas corpus no Tribunal de Justiça. Para Martins de Oliveira, "a transcrição resumida dos grampos que consta do relatório do Ministério Público sai fora do contexto dos diálogos". "Quero ter acesso ao teor integral das escutas para entender exatamente como e em quais circunstâncias meu cliente é citado", observou Martins de Oliveira. Ele entregará o pedido ao juiz Nelson Augusto Bernardes.

Fausto Macedo,

01 de junho de 2011 | 12h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.