Delegacia e prédios de TV e da Receita são atacados em Limeira

Homens armados atacaram na noite de segunda-feira uma delegacia, o prédio da TV Jornal de Limeira e o da Receita na cidade de Limeira, no Interior do Estado de São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, eram 20h30 quando os criminosos atiraram contra o prédio da Receita Federal, na Rua PedroZacarias, nº 444, no bairro Nova Itália. Minutos depois, a fachada do prédio da TV Jornal de Limeira, no bairro São Cristovam, foi atingida por tiros. Meia hora mais tarde, a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), em Vila Anita, também foi alvo de atiradores. Não há registro de feridos e até agora ninguém foi preso.Por volta da 1h20, na cidade de Sumaré, região de Campinas, incendiários lançaram um coquetel molotov contra o prédio da Câmara Municipal, localizado na Travessa Primeiro Centenário, região central da cidade. Não houve feridos. Os bombeiros tiveram de ser acionados para conter o incêndio.Também às 22 horas, quatro homens encapuzados, todos a pé, atearam fogo em um ônibus da Viação Boa Vista, na rua Duque de Caxias, no Jardim Amanda, em Hortolândia, também na região de Campinas. Segundo a polícia, os criminosos obrigaram os passageiros a descer do ônibus e jogaram um coquetel molotov. Não houve feridos nem presos.Meia hora depois, ainda em Hortolândia, criminosos, em três veículos, pararam em frente ao 2º Distrito Policial, na altura do nº 602 da Avenida Brasil, no Jardim Amanda, e dispararam vários tiros. A delegacia estava fechada no momento do ataque. Segundo a polícia, foram encontradas várias cápsulas de pistolas calibres 40 e 380.Vinte minutos mais tarde, a casa de um guarda municipal, localizada na avenida Anita Garibaldi, também no Jardim Amanda, foi alvo de atiradores. No momento do ataque apenas a mulher do guarda municipal estava em casa. Não houve feridos. Criminosos em uma moto metralharam as portas de vidro de uma agência bancária do Unibanco situada a Rua Luis Camilo de Camargo, região central da cidade de Hortolândia. Também não houve feridos.PiracicabaEm Piracicaba, incendiários queimaram um ônibus da Viação Paulicéia, às 22 horas, na rua Lélio Ferrari, no Jardim Itapuã. Os passageiros tiveram de descer do coletivo assim que os bandidos o invadiram. Os criminosos fugiram a pé.No final da noite, uma base fixa da Guarda civil Municipal de Piracicaba também foi alvo de atiradores. De acordo com informações da polícia, dois homens em uma moto pararam em frente à base, que fica na Avenida Raposo Tavares, na Paulicéia, e começaram a disparar. Não houve feridos.Na capital paulista,às 22h30 um ônibus que fazia a linha Vila Zatti/Itaim Bibi foi cercado por um grupo de bandidos na Rua Professor José Lourenço, en Vila Zatti, região de Pirituba, na zona oeste. Segundo as vítimas, passageiros, cobrador e motorista conseguiram descer a tempo de não serem atingidos pelas chamas que destruíram por completo o coletivo. Os incendiários conseguiram fugir e seguem soltos. Foi o quarto coletivo incendiado entre as 22h30 de segunda-feira e 0h30 desta terça-feira somente na capital paulista.Um coletivo da Viação Soamin foi destruído, por volta das 22h30, na Avenida Gilberto Agostinho, no Jardim Cinira, em Itapecerica da Serra, região sul da Grande São Paulo. Policiais militares do 36º Batalhão foram acionados, mas não chegaram a tempo de deter os criminosos, que teriam fugido a pé. Por volta da 1h30, criminosos lançaram um coquetel molotov contra o Departamento Pessoal da sede da Prefeitura de Miguelópolis, a 460 quilômetros da capital paulista. Apenas o vigia estava no local. O bando entrou pelos fundos e jogou o artefato pela janela da sala. O fogo se alastrou rapidamente e destruiu todo o setor. Ninguém ficou ferido. O mesmo grupo também lançou um artefato no prédio da Igreja Internacional da Graça de Deus, próximo à prefeitura. As janelas ficaram estilhaçadas e as paredes chamuscadas. Como a cidade não possui Corpo de Bombeiros, os incêndios foram controlados por caminhões-pipa da prefeitura e de uma usina da região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.