Delegada é morta a tiros pelo ex-namorado em Guarulhos

Durante o expediente, assassino entrou no distrito, foi até a sala da vítima e cometeu o crime; ex-policial civil já se entregou

Ricardo Valota, do Estadão.com.br,

23 de dezembro de 2010 | 05h30

A delegada Denise Quioca, que estava de plantão nesta madrugada de quinta-feira, 23, no 1º Distrito Policial de Guarulhos, na altura do nº 244 avenida Monteiro Lobato, na Vila Miriam, região central da cidade, foi morta com vários tiros, dentro da sala dela, pelo ex-namorado e ex-policial civil Fábio Agostino Macedo, de 33 anos.

 

Armado com duas pistolas, o assassino entrou no distrito, foi até a sala da vítima, e, durante a discussão, teria descarregado as duas armas contra a delegada, que morreu no local. Sem resistir, Fábio se entregou aos policiais subordinados à delegada e já está na carceragem. Segundo um policial militar, Denise era casada com um oficial da PM e já havia registrado, contra o ex-namorado, várias queixas de ameaça.

Tudo o que sabemos sobre:
Guarulhosdelegadacrimeex-namorado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.