Delegado com prisão decretada apresenta-se na Bahia

O ex-coordenador da Polícia Civil no extremo sul da Bahia, delegado Gilberto Mouzinho, acusado de liderar o crime organizado na região se apresentou na tarde de hoje na Secretaria de Segurança Pública da BA, em Salvador. Ele teve a prisão temporária decretada pela Justiça da comarca de Eunápolis no fim de semana e estava desaparecido. Mouzinho disse que não havia sido comunicado sobre a decretação da prisão e que estava de folga no Piauí. Ele chorou ao falar sobre o caso, garantindo que não tem nenhum envolvimento nos crimes de tráfico de drogas, assassinato, formação de quadrilha e outros delitos. Disse que está sendo perseguido pelo promotor João Neto. Até a noite de hoje, Mouzinho permanecia na Secretaria de Segurança Pública aguardando uma definição sobre seu destino. É que a o juiz de Eunápolis Otaviano Sobrinho enviou o mandado de prisão para a Polícia Federal, que estava negociando com a cúpula da Secretaria de Segurança Pública da Bahia se o caso passaria mesmo para a esfera federal ou ficaria no âmbito da Polícia Civil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.