Delegado da DHPP de Cuiabá é preso por envolvimento com quadrilha de traficantes

Sua mulher, a investigadora Gláucia Cristina Moura Alt, também foi detida, acusada de colaborar com esquema

Fátima Lessa, O Estado de S.Paulo

27 Junho 2013 | 17h02

CUIABÁ - O delegado de Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa, João Bosco, e sua mulher, a investigadora Gláucia Cristina Moura Alt, foram presos na manhã desta quinta-feira, 27, durante a Operação "Abadon", realizada pela Delegacia Especializada à Repressão de Entorpecentes contra o tráfico de drogas. Eles são acusados de integrar uma quadrilha de traficantes.

A operação tem por objetivo prender fornecedores e distribuidores de drogas que atuam na Grande Cuiabá. O esquema envolveria presidiários que comandam o tráfico de drogas com telefones celulares. As investigações começaram há sete meses. Onze mandados devem ser cumpridos e oito pessoas já foram presas.

A delegada responsável pelas investigações, Alana Cardoso, disse que os policiais se tornaram parte do grupo assegurando proteção e também dificultando a investigação por parte da Delegacia de Repressão a Entorpecentes. Bosco e a mulher negam participação e garantem que provarão que são inocentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.