Delegado é indiciado por morte de refém no Rio Grande do Sul

Agricultor paranaense foi baleado em dezembro do ano passado após ser sequestrado em Gravataí

Priscila Trindade, do estadão.com.br,

20 Janeiro 2012 | 17h25

SÃO PAULO - O delegado Leonel Carivali foi indiciado no caso que apura a morte de um agricultor paranaense sequestrado em Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A Corregedoria Geral da Polícia Civil encaminhou o inquérito policial à 1º Vara Criminal da cidade, nesta sexta-feira, 20.

Lírio Persch, de 50 anos, foi baleado no dia 21 de dezembro do ano passado. Ele foi sequestrado após acompanhar o amigo Osmar Finkler em uma viagem de para comprar uma máquina agrícola oferecida em sites da internet. Eles deixaram o município de Quatro Pontes, no Paraná, e seguiram para o Rio Grande do Sul. Ao chegar no local indicado, os dois foram sequestrados pelos supostos vendedores, que passaram a exigir resgate das famílias. A segunda vítima mantida em cativeiro foi libertada.

O delegado foi indiciado por homicídio por erro de execução, pois a perícia constatou que o tiro que matou o agricultor partiu de uma arma da polícia. Ainda em dezembro, a Secretaria da Segurança Pública gaúcha afastou Carivali das investigações do caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.