Delegado e policiais são presos no Paraná acusados de extorsão

Um delegado, dois escrivães e três policiais rodoviários estaduais foram presos entre hoje e segunda-feira em Ibiporã, a 400 quilômetros de Curitiba, acusados de extorquir um casal para não prendê-los em um caso de roubo de tratores. A prisão foi pedida pelo Ministério Público do Estado. Os policiais negam a acusação. De acordo com o promotor Cláudio Esteves, as investigações ainda estão no início, mas já há indícios da prática do crime de extorsão, o que levou o juiz Sérgio Aziz Neme a decretar a prisão dos acusados.No último dia 17, o casal estava em um carro importado acompanhando um caminhão que carregava dois tratores. Como uma das máquinas caiu, os policiais fizeram a abordagem e descobriram que eram roubados. Os veículos foram apreendidos e todos levados para a delegacia. Somente o motorista do caminhão foi autuado e preso. Do casal, teriam sido exigidos R$ 15 mil. Eles deram o carro e foram liberados. Entre os detidos está o delegado Antônio Zuba de Oliva, que já responde a outro processo, também por extorsão, em 1999. Ele é acusado de cobrar R$ 4 mil para liberar um carro que tinha o número do chassi adulterado. Esse processo ainda está tramitando na Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.