Delegado é preso suspeito de ter 'gatonet' em gabinete no Rio

Polícia Civil pediu afastamento do titular da delegacia de Cachoeirra de Macacu, na região metropolitana

Marcela Bourroul Gonsalves, estadão.com.br

31 Agosto 2011 | 17h06

SÃO PAULO - O delegado-titular da 159.ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro, na cidade de Cachoeira de Macacu, região metropolitana, foi preso nesta quarta-feira, 31, após um ponto clandestino de TV a cabo, conhecido como "gatonet", ser identificado em seu gabinete.

A ação foi realizada pela Corregedoria da Polícia Civil, que o autuou em flagrante por furto. O delegado pagou a fiança estabelecida e responderá em liberdade. A chefe da Polícia Civil, Martha Rocha, determinou que ele fosse afastado do cargo.

Mais conteúdo sobre:
delegado prisão gatonet Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.