Delegado evita lançar teorias sobre morte de fotógrafo

O delegado seccional de São Bernardo do Campo, Roberto Avino, afirmou não ser possível relacionar o assassinato do fotógrafo Luís Antônio Costa com o assalto de um posto de gasolina próximo, ocorrido cerca de 10 minutos antes do homicídio. "Não podemos nem mesmo fazer qualquer relação do crime com os invasores do terreno da Volkswagen", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.