Delegados da Bahia entram em greve

Os delegados da polícia civil da Bahia entraram em greve por tempo indeterminado no final da manhã desta segunda após uma assembléia que reuniu cerca de 600 profissionais. Logo depois da decisão, eles saíram em passeata pelas ruas do centro de Salvador com faixas criticando o governo baiano por, segundo eles, pagar um dos piores salários do Brasil para a categoria.Com a paralisação todas as investigações e vários serviços prestados pelas delegacias serão suspensos. Os grevistas se comprometeram apenas em realizar levantamentos cadavéricos e prisões em flagrante. Uma comissão comunicou, no início da tarde, oficialmente, a deflagração do movimento ao delegado-chefe Edmilson Nunes, reivindicando a abertura de negociações.Os delegados estão pedindo um salário de R$ 6 mil, o dobro do que recebem atualmente, R$ 2,9 mil. No Estado existem 857 delegados atuando em 51 delegacias comuns e 11 especializadas. Até o final da manhã, o secretário de segurança pública, Edson Sá, não havia comentado a greve.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.