Demanda por voos da Gol cresce 34% em agosto, receita sobe

O tráfego de passageiros da Gol disparou 34 por cento em agosto em relação ao mesmo período do ano passado, mas teve queda de 3 por cento na comparação com julho, informou a empresa nesta quarta-feira, acrescentando que a receita por passageiro apresentou aumento "substancial" no período.

REUTERS

08 de setembro de 2010 | 10h44

A segunda maior companhia aérea do país teve taxa de ocupação de 69,9 por cento em agosto sobre 59 por cento um ano antes e 68,9 por cento em julho.

Enquanto isso, o indicador yield, que mede preços de tarifas, de agosto "ficou próximo de 19 centavos de real", afirma a empresa em comunicado ao mercado.

"Como resultado, a receita por passageiro transportado por assento quilômetro (PRASK) ficou estável em relação a agosto de 2009, o que reflete em um aumento substancial da receita de passageiros no mês em função do crescimento da demanda", afirma a empresa.

Em termos de oferta, a Gol elevou a sua em 13,2 por cento em agosto na comparação anual. Sobre julho, houve corte de 4,3 por cento.

No mercado doméstico, a alta na demanda da empresa foi de 27,8 por cento no mês passado sobre agosto de 2009, mas sobre julho houve recuo de 2,1 por cento. Enquanto isso, no mercado internacional, a empresa registrou salto de 95,6 por cento no tráfego de passageiros na comparação anual e queda de 8,5 por cento ante julho, mês de alta temporada.

As ações da Gol recuavam 1,36 por cento às 10h39, enquanto isso, a rival TAM subia 0,77 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASGOLAGOSTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.