Denarc estoura cativeiro na zona leste de SP

Por volta das 15h desta quinta-feira, durante diligências em busca de traficantes de drogas no Jardim Lajeado, extremo leste da cidade de São Paulo, agentes da 1.ª Delegacia da Divisão de Inteligência e Apoio Policial (Diap), do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc), estouraram um cativeiro, prenderam um bandido e libertaram Márcio Francisco Morgado, de 34 anos, dono de uma loja de materiais para revestimentos de residências. Eram 8h da manhã desta quinta quando, a pé, saindo de casa, a vítima foi rendida por três homens que desceram de um Fiat Uno preto. Após rodarem por alguns minutos no mesmo bairro, os bandidos levaram Márcio para um depósito de material para construção desativado, na Rua João de Siqueira Afonso, próximo ao comércio de Márcio. Lá, o comerciante foi amarrado com correntes e cadeado, amordaçado e deixado em um banheiro.À tarde, policiais da Diap, em diligências, à procura de um ponto de tráfico, receberam a denúncia de algumas testemunhas que desconfiaram de um Omega preto, placas BNV 7929/SP, que havia acabado de entrar e sair do depósito. Ao chegarem no local, dois policiais bateram palmas enquanto outro, já lá dentro, acabou surpreendendo um homem que, armado, ao mesmo tempo em que se escondia tentava ver quem estava na frente do imóvel.Róbson Francisco da Silva, de 20 anos, portando um revólver calibre 38, acabou detido e encaminhado ao Denarc. O rapaz, que a princípio foi responsável apenas por tomar conta do cativeiro, não tinha passagem pela polícia. Os demais criminosos continuam soltos. Agentes da Divisão Anti-seqüestro já estavam cientes do rapto e informaram que os bandidos exigiam R$ 300 mil da família de Márcio para libertá-lo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.