Denarc estoura laboratório de refino de cocaína

Após investigações, policiais do DepartamentoEstadual de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) estouraram nesta terça-feira à noite umlaboratório de refino de cocaína que funcionava em uma casa Rua Dom Lúcio de Souza, 169, na Vila Mariana, zona sul da cidade, por volta das 19 horas. Três pessoas foram presas.De acordo com informações iniciais da Secretaria de Segurança Pública (SSP), a quantidade de produto químico encontrado no local seria suficiente para refinar cerca de duas toneladas de cocaína.A polícia também encontrou uma certa quantidade dematerial radioativo, identificado inicialmente como césio, e material explosivo.Segundo a SSP, um policial da 4ª Dise Sul do Denarc fingiu ser um comprador de produtos químicos e encomendou 80 litros de éter e acetona, material usado para refinar cocaína.Ele foi atendido pelo vendedor Eduardo Sodré Piagentini, de 19 anos, filho de Eduardo Tadeu Piagentini, foragido da Justiça que é considerado o principal fornecedor de produtos químicos para refino de drogas em São Paulo.Na casa onde seria entregue a encomenda, a polícia prendeu em flagrante o vendedor, o comerciante de produtos químicos Benedito dos Santos, de 69 anos, e o estudante Lucas Tadeu Bertoni, de 20 anos. O caso está com o delegado Roberto Leon Carrel, da 4ª Dise Sul do Denarc.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.