Denarc faz 1ª apreensão após reforma interna

Depois de passar por um terremoto, com o afastamento de 60 policiais, o Departamento Estadual de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) fez anteontem a primeira apreensão significativa de cocaína, 25 quilos, com base no trabalho de análise de documentos apreendidos e não por meio de simples informação dada por gansos, os polêmicos informantes policiais comumente envolvidos em escândalos de corrupção.A ação da 1ª Delegacia de Apoio ao Interior da Divisão de Inteligência Policial do Denarc levou à prisão de uma mulher, Daiane Camilo, de 23 anos, e ao encontro da cocaína em uma chácara em Araçoiaba da Serra, na região de Sorocaba. A droga teria vindo da Bolívia e seria distribuída em São Paulo por traficantes suspeitos de ligação com o Primeiro Comando da Capital (PCC).Além da droga, a polícia aprendeu agendas, documentos, uma pistola e uma balança. "Ali era um lugar usado para guardar o entorpecente", disse o delegado Maurício Del Trono Grosche. A investigação havia começado em abril, após as mudanças no departamento. Os policiais haviam apreendido documentos em uma casa em Embu, na Grande São Paulo, sobre empresas usadas para lavagem de dinheiro, endereços usados pela quadrilha e pessoas supostamente ligadas ao tráfico. A chácara em Araçoiaba da Serra estava sob vigilância havia uma semana. Daiane estava sozinha no imóvel. Ela não quis depor.

Marcelo Godoy, O Estadao de S.Paulo

27 de junho de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.