Dengue já é transmitida em São Paulo

A cidade de São Paulo entrou nesta quinta-feira para a lista das cidades onde há transmissão de dengue. A Secretaria de Saúde do Município confirmou os primeiros quatro casos de pacientes que contraíram a doença na cidade, os chamados casos autóctones. São todos integrantes da mesma família: um jovem de 20 anos, sua irmã, cuja idade não foi revelada e os pais. A família mora em uma casa na Vila Medeiros, zona norte - a região onde há maior número de focos do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti.Eduardo de Campos Almeida, de 20 anos, foi internado no hospital Nipo Brasileiro no dia 20, com sintomas de dengue. Entre os dias 30 e 1º, técnicos da Prefeitura visitaram a casa do paciente, colheram amostras para verificar a presença do mosquito e examinaram os familiares. Hoje, o resultado do exame confirmou: todos tiveram dengue. "Como ninguém havia saído da cidade nos últimos dias, concluímos que a doença foi transmitida na própria cidade", afirmou o secretário municipal de saúde, Eduardo Jorge.Olívia, mãe do paciente, disse que não havia recebido o resultado dos seus exames, de seu marido e de sua filha. "Do meu filho soube hoje, mas nunca podia imaginar que isso fosse nos acontecer", disse. Segundo ela, os testes foram feitos somente quatro dias depois dos primeiros sintomas da doença. "O médico do hospital deu para mim remédio de pneumonia, que tomei durante três dias", disse.A filha teve diagnóstico de sarampo. "Acho que os médicos ainda não estão muito bem informados", afirmou. O secretrário informou que, ao lado da casa de E.C.A havia um criadouro do mosquito. O foco foi achado em uma caixa d´água destampada, na casa vizinha. "Justamente um dos pontos que sempre chamamos a atenção da população para verificar", disse o secretário.Com a confirmação dos casos, a cidade quebra um jejum de sete meses de dengue contraída no próprio município. "Nunca tivemos a ilusão de manter a cidade longe da doença", afirmou o secretário. "Temos vários focos do mosquito; estamos muito próximos do Rio e de Santos, onde a doença atinge números alarmantes", disse.Nesta sexta-feira, integrantes da secretaria devem ir à casa de E.C.A para fazer a nebulização (aplicar inseticida) na casa e nos arredores. A medida é adotada quando há comprovação de casos autóctones. Além dos casos autóctones, a cidade já confirmou 149 casos de dengue importados. Esses pacientes foram infectados pelos vírus enquanto estavam em outras cidades. A maior parte vem do Rio. No dia 23, secretarias de São Paulo vão realizar uma ação em 1.200 creches e escolas da cidade. Batizada de Dia D, a mobilização pretende informar a população sobre as formas de combate ao mosquito. Hoje, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) informou que consumidores de planos de saúde têm garantido o direito de atendimento em casos de dengue.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.