Dentista é morta no consultório em Araraquara

O corpo da dentista Alda Braga de Arruda Botelho Maglio, de 39 anos, foi encontrado em seu consultório, na noite deontem, pelo marido e por PMs, que tiveram que arrombar oportão. A perícia constatou 12 perfurações, provocadas por um objeto pontiagudo, entre o pescoço e o coração davítima. O carro, um computador e a bolsa de Alda foram levados. A polícia investiga o caso, tentando identificar um possível suspeito, que seria um novo cliente: ele tinha marcado,pessoalmente, na véspera, uma consulta. Alda, sepultada hoje, tinha uma filha de 7 anos.

Agencia Estado,

17 de abril de 2003 | 14h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.