Dentista morre baleada no trânsito em SP

A dentista Deise Pereira de Almeida Mourão, de 40 anos, foi baleada na cabeça quando dirigia seu Fiat Siena cinza, placas DIZ 8705/SP, por volta das 21h de ontem, na Rua Vézio de Angeli, em Vila Gomes Cardim, região do Tatuapé, na zona Leste da capital paulista. Mesmo levada ao Pronto-Socorro do Hospital Tatuapé, Deise acabou morrendo. Segundo o que a delegada do 30º Distrito Policial, do Tatuapé, Adriana Valéria Manfri Parente, conseguiu apurar no local do crime e, depois, por meio de depoimento de parentes da vítima, a dentista foi baleada quando voltava de seu consultório e seguia para casa, cujos endereços ficam no mesmo bairro onde ocorreu o crime. Após ser atingida pelo tiro, Deise perdeu o controle do veículo que dirigia e atingiu um muro. Até às 6h desta sexta-feira, nenhuma testemunha havia comparecido à delegacia para fornecer dados à policia, que trabalha com três hipóteses: ou a dentista foi atingida por uma bala perdida, ou tentou fugir de uma tentativa de assalto e acabou baleada ou então foi vítima de uma execução.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.