Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Denúncia leva polícia a túnel que ia dar em cadeia

Um túnel que estava sendo escavado a partir de um barraco da Favela Paraguai para atingir o pátio do Centro de Detenção Provisória (CDP-Vila Independência), na Vila Prudente, na zona leste de São Paulo, foi descoberto nesta sexta-feira por policiais do 56º Distrito Policial de Vila Alpina, graças a uma denúncia anônima.O denunciante informou que soube da escavação nesta quinta-feira, quando ocorreu uma explosão no túnel, provocada pela concentração de gás metano. Na ocasião, cinco homens sofreram queimaduras, e a polícia, nesta sexta, depois de vasculhar vários pronto-socorros, encontrou-os internados no Hospital Municipal do Tatuapé.O túnel estava sendo feito a partir de um poço de visita do canal de extravasamento da Sabesp. Esse canal é feito em concreto, mede 2,40 por 2,70 e escoa o excesso de água de chuva da tubulação que coleta o esgoto das margens do Tamanduateí, levando a água para a estação de tratamento do Tietê.O poço tem um muro de concreto de três metros de altura, e o barraco foi construído sobre ele. Nesta sexta, devido ao fato de haver água de esgoto a uma altura de um metro e grande concentração de gás metano, os funcionários da Sabesp não puderam entrar no canal para verificar a extensão do túnel.Na segunda-feira, eles pretendem voltar ao local para fazer vistoria, além de determinar a retirada do barraco e cercar o local com grades. No interior do barraco, os policiais encontraram ventiladores, gerador, botas, lanternas, escadas e lâmpadas.

Agencia Estado,

28 de março de 2003 | 19h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.