Depatri prende quadrilha de seqüestradores em SP

Uma quadrilha de 16 bandidos especializada em seqüestros e roubos a bancos na Grande São Paulo e Estados do Nordeste foi descoberta pelos policiais do Departamento de Investigações sobre Crimes Patrimoniais (Depatri). Cinco integrantes foram presos no dia 9, na cidade de São Paulo. Segundo o diretor do Depatri, delegado Godofredo Bittencourt, o grupo roubou uma agência do Banco do Brasil em Mauá, na Região Metropolitana, em 2000. Além disso, seqüestrou, em 5 de abril, 36 pessoas - entre familiares e funcionários do Banco do Brasil - da cidade de Iguatu, a 300 km de Fortaleza (CE).O pedido de resgate no valor R$ 750,00 foi pago. Porém, apenas R$ 56 mil foram encontrados com Gilberto Araújo de Santana e José Hildomar da Silva Pereira, presos ao chegarem no dia 9 ao Terminal Rodoviário do Tietê, zona norte da capital. Em seguida, a polícia prendeu os empresários Eduardo Farias, de 27 anos, e Genivaldo de França Farias, de 58, donos da Remplast - indústria de máquinas de polimento de mármore. Eles seriam os prováveis mentores do grupo, segundo o delegado. Também foi detido Marcos José Halado.Ao investigar o foragido Itamar Gomes dos Santos, o Vitor, anteriormente preso e liberado por falta de provas, a equipe de Fontes descobriu a quadrilha por meio de escuta telefônica, pois Santos costumava telefonar para os empresários. Ontem os suspeitos iriam para o Ceará para serem julgados por seqüestro. Em São Paulo, eles foram autuados por formação de quadrilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.