Depoimento do presidente da Pantanal é adiado

Marcos Sampaio Ferreira apresentou atestado médico e teve seu depoimento na CPI remarcado

30 Julho 2007 | 19h04

Foi adiado o depoimento que o diretor-presidente da Pantanal Linhas Aéreas, Marcos Sampaio Ferreira, prestaria na terça-feira, 31, na CPI do Apagão Aéreo. Segundo a Agência Câmara, Ferreira apresentou atestado médico e terá seu depoimento remarcado. Com isso, serão ouvidos nesta terça-feira apenas o superintendente de Empreendimentos de Engenharia da Infraero, Armando Schneider Filho, às 11 horas, e o presidente da estatal, brigadeiro José Carlos Pereira, às 15 horas. Às 18 horas, a comissão ouve o piloto da TAM José Eduardo Batalha Brosco. Na véspera do acidente, ele pilotou o Airbus da companhia que se acidentou em Congonhas. O pedido para convocação de Ferreira partiu do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que quer esclarecimentos sobre as causas da crise no sistema de controle aéreo e sugestões para os problemas nos aeroportos. O presidente da Pantanal já foi presidente do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA). Além disso, um avião da companhia derrapou na pista do aeroporto de Congonhas um dia antes do acidente com o avião da TAM no mesmo terminal.

Mais conteúdo sobre:
Apagão aéreoCpivôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.