Depoimentos de ex-amante e ex-noiva do goleiro Bruno são adiados

Defesa alega que não teve tempo hábil para se preparar; em Belo Horizonte, esposa do atleta e Macarrão também voltam a depor

Fabiana Marchezi e Solange Spigliatti - estadão.com.br

16 de julho de 2010 | 09h21

SÃO PAULO - Os depoimentos de Fernanda Gomes Castro, de 32 anos, e Ingrid Oliveira, de 24, ex-amantes do goleiro Bruno, marcados para as 10 horas desta sexta-feira, 16, foram adiados, segundo a assessoria da Polícia Civil. As duas seriam ouvidas na Polinter, em Andaraí, a pedido da polícia civil de Minas, que investiga a morte de Eliza Samudio. De acordo com a assessoria, os advogados das duas mulheres alegaram que não tiveram tempo hábil para se prepararem para o depoimento.

 

Veja também:

linkJustiça de Minas Gerais nega habeas corpus ao goleiro Bruno

linkJustiça quebra sigilo telefônico de envolvidos

linkPolícia encontra sangue e cabelos em sítio

especialVeja cronologia multimídia do caso

A delegada Roberta Carvalho, que iria tomar os depoimentos, aceitou as alegações e vai remarcá-los, ainda sem data definida, segundo a assessoria. Fernanda já foi citada em alguns depoimentos e a Polícia Civil carioca estaria apurando a participação dela no suposto sequestro de Eliza.

 

A mulher do goleiro Bruno, Dayanne, também prestou depoimento na manhã desta sexta-feira, no Departamento de Investigações, em Belo Horizonte, Minas, mas ficou calada. Dayanne está presa no Complexo Penitenciário Estevão Pinto, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, por suspeita de envolvimento no desaparecimento de Eliza. Ela foi autuada por subtração de incapaz.

 

O advogado Ercio Quaresma, que também trabalha na defesa de Dayanne, disse que ela foi orientada a falar somente em juízo. A mulher de Bruno já foi ouvida em 25 de junho, quando teria dito que Eliza abandonou o bebê. Na ocasião, ela foi detida e liberada em seguida.

 

O amigo do goleiro Luiz Henrique Romão, conhecido como Macarrão, chegou ao Departamento de Investigações, em Belo Horizonte, para depor por volta das 12h45. Ele está preso no presídio de segurança máxima Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, desde a semana passada.

 

Texto atualizado às 13h45.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.