Depois de dois meses, filho de empresário é libertado

Foi libertado por volta das 11 horas Márcio Gyotoko, de 35 anos, que havia sido seqüestrado há quase dois meses. Ele é filho do empresário Jorge Gyotoko. Márcio chegou por volta do meio-dia ao Hospital das Clínicas, na capital, trazido pelo helicóptero da Polícia Civil. Ele está muito magro e debilitado. Segundo a polícia, Márcio teve parte de uma das orelhas cortada pelos seqüestradores.A libertação ocorreu após a prisão do seqüestrador Adnaldo Dias, de 32 anos, por volta das 17 horas de ontem, em Poá, na Grande São Paulo. Os policiais da Delegacia Anti-Seqüestro (DAS) haviam recebido a informação de que Dias, que já foi condenado por seqüestro em Minas Gerais e estava foragido, havia marcado um encontro na cidade. Os agentes foram até o local e prenderam-no. Com a prisão, a quadrilha decidiu libertar a vítima. Ele foi deixado pelos criminosos na Rodovia Régis Bittencourt, na divisa entre Juquitiba e Maracatu. Márcio havia sido seqüestrado em 4 de junho quando saía do shopping de propriedade de sua família em Suzano, na Grande São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.