Deputado alega que seu endosso é ''compulsório''

A assessoria do deputado federal Valdemar Costa Neto (PR-SP) informou ontem que o parlamentar, na condição de secretário-geral do Partido Republicano, é "signatário" de todas as indicações feitas pelo partido para cargos do governo federal.

, O Estado de S.Paulo

19 Julho 2011 | 00h00

A assessoria, no entanto, afirmou que não podia confirmar se José Osmar Monte Rocha foi indicação pessoal do deputado.

Monte Rocha era incumbido de comandar o "grupo executivo" do ministério, considerado um feudo particular de Valdemar Costa Neto, um dos políticos mais influentes do PR dentro do governo, especialmente nas atividades que envolveram o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), do Ministério dos Transportes.

A assessoria do PR sustenta que o endosso do deputado às escolhas se dá por sua condição dentro da estrutura partidária. "Por força da condição de o deputado ocupar a secretaria-geral do partido, Valdemar Costa Neto é signatário compulsório de todas indicações feitas pelo PR", afirmou a assessoria da legenda.

Procurado para comentar, o parlamentar não quis se manifestar pessoalmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.