Deputado e DEM rechaçam as acusações

O DEM, por sua assessoria de imprensa, rebateu o comentário de Brizola Neto, a respeito da CPI que investigou suposta fraude em licitação da merenda escolar sob responsabilidade de Índio da Costa à época em que era secretário de Administração da Prefeitura do Rio. Segundo o partido, o Ministério Público investigou a denúncia e não encontrou provas contra ele. O deputado, diz o DEM, combateu um cartel que trazia prejuízos ao município.

, O Estado de S.Paulo

01 de julho de 2010 | 00h00

Em relação às despesas efetuadas para custear montagem de seu site, a assessoria de Índio limitou-se a informar que elas estão "dentro dos limites estabelecidos pelas normas da Câmara que regulam os gastos da verba indenizatória".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.