Deputado estadual de Alagoas sofre emboscada

O deputado estadual Cícero Ferro (PMDB), segundo secretário da mesa diretora da Assembléia Legislativa de Alagoas, sofreu uma emboscada na manhã de hoje, ao lado de seu primo e motorista, José Maria Ferro, no centro da cidade de Minador do Negrão, no sertão alagoano, a 180 quilômetros de Maceió. Ele foi cercado por três carros, com vários homens, que dispararam cerca de 20 tiros. Ambos chegaram a Maceió por volta das 9h30 e submetidos a cirurgia no Hospital Memorial Arthur Ramos, permanecendo internados na UTI. Até o final da manhã o hospital não havia divulgado nenhum boletim médico, mas o médico Emílio Silva, ex-secretário estadual de Saúde e sogro do filho do deputado, informou que Ferro levou oito tiros, e seu motorista mais de oito na cabeça, tronco e membros. O médico acredita que os tiros disparados sejam de pistolas e de espingarda calibre 12. Segundo uma irmã do deputado, Quitéria Ferro, a emboscada está ligada a uma disputa política pela Prefeitura de Minador do Negrão. O diretor do Departamento de Polícia do Interior, delegado Mário Jorge Marinho, confirmou que o principal suspeito do crime é José Nilton Cardoso Ferro, primo do deputado Cícero Ferro e pré-candidato à prefeitura do município. Ele está foragido depois que um dos seus carros foi visto na emboscada. O secretário de Defesa Social, delegado Robervaldo Davino, disse que o governador Ronaldo Lessa (PSB) foi informado do atentado e pediu rapidez nas diligências para localização dos pistoleiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.