Deputado pede a cassação de Chiquinho da Mangueira

O presidente da Comissão de Segurança da Assembléia do Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro (PP), disse hoje que vai propor a cassação do mandato do deputado licenciado e secretário Estadual de Esportes, Francisco Carvalho, o Chiquinho da Mangueira, por falta de decoro. "Temos indícios suficientes do envolvimento dele com o tráfico de drogas e não podemos ter um representante do tráfico dentro da Alerj", afirmou o deputado. Chiquinho da Mangueira classificou as declarações de Bolsonaro como "provocação política". Ele disse ser vítima de uma "orquestração política muito bem montada", mas garantiu que a verdade está chegando. O pedido de cassação será apresentado após o recesso parlamentar na Comissão de Segurança e, uma vez aprovado, seguirá para a Mesa Diretora, que a encaminha para a Comissão de Constituição e Justiça. É essa comissão que decide se envia ou não o pedido de cassação ao plenário.

Agencia Estado,

30 Junho 2003 | 18h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.