Deputados gaúchos aprovam aumento de salário

Os deputados gaúchos aprovaram na tarde desta terça-feira, por 34 votos favoráveis e 14 contrários, projeto de lei que aumenta seus salários dos atuais R$ 6 mil para R$ 9,240 mil. A bancada do PT votou contra a proposta, acompanhada dos deputados Bernardo de Souza (PPS) e Jussara Cony (PC do B).Este foi o primeiro projeto do ano votado na Assembléia gaúcha, que fez uma convocação extraordinária para avaliar a matéria, emdecorrência do aumento dos deputados federais.Como o plenário principal do Legislativo gaúcho está em reformas, foi usado o plenarinho.O local não tem votação eletrônica e a manifestação de voto foi feita deforma nominal. "A iniciativa não é da Assembléia, mas do Congresso", justificou o deputado VilsonCovatti (PPB). "Lá (na Câmara) nenhuma bancada se opôs e o aumento foi de 54%", disse Covatti.A bancada do PT considerou que o projeto transforma o teto máximo (de 75% dossalários dos deputados federais), previsto em lei como um limitador, em indexador. "Nãopodemos aceitar que o reajuste seja indefinidamente automático, sem debate", afirmouo deputado Elvino Bohn Gass (PT).Os deputados aprovaram uma emenda ao projeto. Pelo texto, o governador, seu vice eos secretários terão remuneração reajustada nas mesmas datas e nos mesmos índices concedidos ao quadro geral dos funcionários públicos do Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.