Deputados querem mais verbas contra enchentes

O deputado Paulo Kobayashi (PSDB), coordenador da bancada paulista na Câmara Federal, disse hoje que a Prefeitura de São Paulo ainda não recebeu as verbas federais para o combate das enchentes porque o Orçamento-2002 está "congelado". Durante entrevista à Rádio Eldorado AM/SP, ele explicou que a bancada de São Paulo apresentou uma emenda ao orçamento destinando R$ 40 milhões para o governo do Estado e R$ 30 milhões para a Prefeitura da capital, ambos para obras contra enchentes. Segundo o parlamentar, porém, o orçamento não foi pago porque o governo ainda aguarda os resultados da votação no Congresso sobre a prorrogação da CPMF. "O governo espera para ver o eventual rombo que possa ocorrer e neste rombo do CPMF é que o governo vai definir quanto se tira ou não destes investimentos e quanto se retira de eventuais aumentos de impostos", comentou. Ele ressaltou que nem a Prefeitura e nem o governo do Estado receberam o dinheiro.Kobayashi disse que a bancada paulista vai apoiar a prefeita Marta Suplicy e o governador Geraldo Alckmin para conseguir da equipe econômica do governo a verba que será destinada ao combate de enchentes que hoje, para ele, é um problema prioritário. "Como as enchentes estão assediando São Paulo todas as semanas, praticamente, é uma emergência e está caracterizado como emergência e não vejo motivo para se retardar a liberação dessas verbas para que essas obras possam ser concluídas rapidamente", opinou o deputado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.