Deputados têm bens bloqueados

PARANÁ

, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2010 | 00h00

A Justiça acolheu pedido do Ministério Público para bloquear bens no valor de R$ 10 milhões do presidente da Assembleia, Nelson Justus (DEM), e do primeiro-secretário, Alexandre Curi (PMDB). Os dois são acusados de conivência ou omissão no caso de nomeação de servidores fantasmas. Ontem, Justus disse ser "homem de formação jurídica" e, por isso, acatava qualquer decisão judicial. Curi, por sua assessoria, disse que a resposta cabia à presidência da Casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.