Derrubada de barracos acaba em conflito em Paranoá

A retirada de barracos irregulares nesta terça-feira em Paranoá, cidade-satélite de Brasília, terminou em conflito. A Polícia Militar do Distrito Federal informou que nove moradores que invadiam o Condomínio Del Lago foram presos.Ao todo, seis policiais ficaram feridos, sendo que um deles teve fratura na mandíbula e outro levou uma facada no braço. Aproximadamente 320 dos cerca de 4 mil barracos foram demolidos com a ajuda de caminhões.?Vamos dialogar, mas se não adiantar entraremos à força?, disse o comandante do 13º Batalhão da PM, major Carlos Alberto Moreira. O Condomínio Del Lago, que está sendo disputado na Justiça, foi ocupado em setembro do ano passado por 3.500 pessoas.Com aproximadamente 150 hectares, o condomínio está localizado às margens da rodovia DF-001. O conflito na região começou nesta terça-feira de manhã, quando duas oficiais de Justiça foram ao Condomínio Del Lago com uma ordem judicial ordenando a desocupação da área.As agentes foram recebidas com barricadas e pedradas. A polícia foi chamada para controlar a situação. O clima ficou tenso, e a PM usou gás de menta e bombas de efeito moral para dispersar a manifestação.Ameaçados, os manifestantes se espalharam. A polícia aproveitou e encurralou os moradores no fim do terreno enquanto quatro caminhões derrubavam alguns barracos desocupados.De acordo com o comandante da operação, major Moreira, 300 policiais participaram da operação. Somente os barracos vazios foram destruídos, segundo o comando da PM.Durante o dia, alguns moradores decidiram deixar o local. Os moradores que ainda estão no condomínio têm até esta quarta-feira para deixar o local. ?Vamos entrar na base da força?, afirmou o major Carlos Alberto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.