Dersa corre para recuperar balsa São Sebastião/Ilhabela até terça

A Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) informou neste domingo que espera recuperar até terça-feira uma balsas com capacidade para 18 vagas, que teve problemas no motor, na manhã de sábado, provocando congestionamento de três horas na travessia de São Sebastião/Ilhabela, litoral paulista. Com a fila que atingiu cerca de dois quilômetros de extensão, o trânsito de São Sebastião teve que ser desviado para uma rota alternativa. Normalmente a travessia é feita com seis balsas, sendo uma com 48 vagas, duas de 36 e três de 18 vagas, o que não ocorreu com a quebra de uma das balsas, com 18 vagas. "Estamos trabalhando para que não se repita o mesmo problema na terça-feira, quando o movimento deverá ser extenso", disse ontem (domingo) o coordenador técnico-operacional da Dersa, Valter Bárbara. Ele informou que o movimento foi intenso desde a noite de sexta-feira até a meia noite de sábado, com média de 250 carros por hora. "Hoje a travessia é tranqüila", acrescentou, se referindo ao movimento de domingo. De acordo com Valter Bárbara, a expectativa é de que esse tipo de problema seja solucionado com a compra de uma nova balsa com capacidade para cem carros, o que deverá ocorrer em pregão a ser realizado pela Dersa no dia 16 de março em Ilhabela. A nova balsa está avaliada em R$ 8,9 milhões e terá o dobro da velocidade das seis balsas que atualmente operaram na travessia. Segundo a empresa, a nova balsa, além de agilizar a travessia, vai permitir a redução das despesas de manutenção. A previsão é de que ela seja colocada em operação em julho, quatro meses após a assinatura do contrato. Em 2005, foram transportados 1,1 milhão de veículos entre São Sebastião e Ilhabela, além de 1,7 milhão de passageiros e 340,7 mil bicicletas.

Agencia Estado,

26 Fevereiro 2006 | 19h06

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.