Desabamento em obra do Metrô deixa um morto em SP

Um operário morreu, no fim da tarde desta terça-feira, depois de um desabamento provocado por uma escavação em um poço, de onde sairão os túneis para formar a futura estação Oscar Freire do Metrô, que fará parte da linha 4 (amarela).De acordo com o gerente de construções da linha, Marco Antonio Buoncompagno, o acidente, que resultou na morte de José Alves de Sousa, de 56 anos, aconteceu a 23 metros de profundidade, durante o cumprimento de uma das quatro etapas da escavação na Rua Oscar Freire, esquina com a Avenida Rebouças, nos Jardins, Zona Sul de São Paulo, por volta das 17h30."Foi uma fatalidade. As escavações são feitas de 80 em 80 centímetros e então é colocada uma estrutura de metal para dar sustentação. Foi aí que o desplacamento de terra aconteceu", explicou Buoncompagno, que acrescentou que este foi o primeiro acidente fatal nas obras da linha amarela.O gerente não confirmou a informação de que mais um operário teria ficado ferido durante o desabamento, conforme informações fornecidas pelo Corpo de Bombeiros. O Metrô informou ainda que dará toda a assistência necessária à família da vítima.

Agencia Estado,

03 de outubro de 2006 | 18h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.