Desabrigados do Morro do Borel fazem manifestação em Ciep no Rio

Escola foi trancada para impedir entrada; famílias pedem a presença de autoridades e providências sobre a situação em que se encontram

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

14 de abril de 2010 | 09h50

Na foto, Secretario de Ação Social Fernando Wilian, conversa com desabrigados

 

SÃO PAULO - Cerca de 150 pessoas, membros das 49 famílias que estão abrigadas no Centro Integrado de Educação Pública (CIEP) do Morro do Borel, na Tijuca, no Rio, iniciaram na manhã desta quarta-feira, 14, uma manifestação para pedir a presença de representantes do poder público.

 

Veja também:

link Reconstrução do Rio pode custar até R$ 250 milhões

video VÍDEOS - Chuvas no Rio, pelos cinegrafistas anônimos

especial ESPECIAL - Os locais afetados pelas chuvas

mais imagens GALERIA - Fotos mostram o drama da chuva

 

Os desabrigados, segundo informações da agente de saúde Renata Jardim, funcionária do Posto de Saúde localizado ao lado do Ciep, se reuniram no estacionamento da escola por volta das 6 horas e começaram um panelaço. Além disso, ele trancaram as entradas da escola, impedindo a entrada dos funcionários do Ciep.

 

De acordo com Renato, os manifestantes exibem cartazes e se dizem esquecidos pela prefeitura. Eles reivindicam a presença de alguma autoridade para tomar providências sobre a situação em que se encontram.

Tudo o que sabemos sobre:
Chuvas no RioRioCiepdesabrigados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.