Desaparecem duas medalhas do Museu Imperial

Duas medalhas comemorativas de viagem do imperador D. Pedro II à Bahia em 1859 desapareceram do Museu Imperial, de Petrópolis. As medalhas, uma de prata e outra de cobra, faziam parte da exposição "D. Pedro II - O Imperador Viajante," instalada no prédio de exposições temporárias anexo ao Palácio Imperial. O museu avisou a polícia no início da tarde de ontem. A medalha de prata, de 23 mm, marca a chegada do imperador e da imperatriz dona Teresa Cristina à Bahia em 6 de outubro de 1959 e trazia a imagem da cabeça do imperador de um lado com a legenda D. Pedro II Imperador do Brazil e, do outro lado a inscrição "SS.MM. II chegão á Bahia em 3 de outubro de 1859". A medalha de cobre tem 19 mm e é referente à visita de d. Pedro II à Cachoeira de Paulo Afonso, treza dias depois. A inscrição diz "S.M. o Imperador visita a Cachoeira de Paulo Afonso 19-10-1859". Do outro lado, a figura da cabeça do imperador com a legenda "D. Pedro II Imperador do Brazil". As medalhas estão em bom estado de conservação e as inscrições só usam letras maiúsculas. O Museu Imperial divulgou nota lamentando o ocorrido e pedindo a colaboração de todos para comunicar imediatamente qualquer tentativa de comercialização das medalhas, pelo telefone (0XX24) 2237-8000, ramal 226 ou pelo e-mail gabinete@museuimperial.gov.br. Na nota, o Museu diz que "os fatos serão apurados com rigor, tanto na esfera administrativa como na policial". Também informou já ter adotado os procedimentos requeridos pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e as recomendações dos órgãos internacionais congêneres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.