Desarmamento: Rio começa a pagar indenizações

O primeiro lote de indenizações, no valor total de R$ 49 mil, da Campanha de Desarmamento no Rio, começou a ser liberado nesta terça-feira. Ao todo, 288 pessoas foram indenizadas, pela entrega de 434 armas. O superintendente da Polícia Federal no Rio, José Milton Rodrigues, fez a entrega simbólica de uma das indenizações à aposentada Marília Abrantes do Amaral Pimenta, de 56 anos. Ela entregou, no último dia 29, 12 armas que pertenciam ao marido, um colecionador e ex-policial civil, falecido há sete anos.Marília revelou que teve uma espingarda da coleção furtada. "Existe um problema grande de violência fora de nossas casas, e tudo que nós temos dentro de casa pode sair do nosso controle, então temos que ser responsáveis por isso. Entregar as armas é uma forma de colaborar com a sociedade, para fazer com que este problema, que nós temos dentro de casa, seja controlado por quem vai dar um destino correto a essas armas", disse.Segundo a Superintendência da Polícia Federal do Rio, já foram entregues cerca de 27.900 armas em todo o Brasil, com uma média de 2 mil por dia. No estado do Rio, já foram recebidas 2.791 armas desde 16 de julho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.