Descoberta central telefônica de entrega de drogas para presídios

A Polícia Militar descobriu uma central telefônica clandestina em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, que era especializada em ligações internacionais e agendava entrega de entorpecentes a presídios. Uma denúncia anônima levou a polícia a uma casa na periferia do município onde encontrou instaladas três linhas telefônicas. Durante a operação, os telefones não pararam de tocar. Uma policial atendeu uma das ligações feita por um preso da ala 4 do Centro de Detenção Provisória no Tatuapé, na zona Leste de São Paulo. Vários cadernos onde havia registros de ligações foram encontrados no local. Segundo o SPTV, da Havia também um diário onde estavam anotados quais os serviços foram agendados pelo telefone, entre os quais, o de levar drogas para cadeias. A dona da casa foi presa em flagrante e contou que recebia R$ 150 por mês para operar a central.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.