Descoberta nova central telefônica clandestina

A polícia estourou uma central telefônica clandestina que funcionava no bairro do Bom Retiro, no centro de São Paulo. A responsável pelo local foi presa em flagrante e várias pessoas que aguardavam para realizar ligações internacionais foram levadas como testemunhas ao 2.º Distrito Policial.Quando os policiais chegaram ao local, havia sete clientes ligando ou aguardando. Depois disso, mais oito pessoas chegaram ao lugar e foram levadas à delegacia, onde serão interrogadas. Com base em queixas com relação aos valores elevados em contas de telefone, a polícia investigou o funcionamento da central cladestina. O lugar funcionava como uma empresa e tinha até funcionários e clientela fixa. Por essa central, era possível fazer ligações internacionais, pagando apenas R$ 1 por minuto. Para alguns países, era possível pagar muito menos. Para fazer uma ligação de 4 minutos para a China, por exemplo, pagava-se também R$ 1.Essa central telefônica tinha um sistema que fazia com que as ligações fossem computadas para outros números e, assim, os valores das ligações eram cobradas na conta de outros clientes das companhias telefônicas.Uma delegada que comandou a operação está mantendo em sigilo o nome da mulher presa, por acreditar que ela seja apenas uma "testa de ferro", que poderá levar aos verdadeiros responsáveis. A mulher, porém, foi autuada em flagrante e teria sido removida a um hospital, pois tem problemas de saúde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.