Descoberto cemitério clandestino no Rio

Integrantes do Grupamento de Socorro Forestal de Meio Ambiente descobriram hoje um cemitério clandestino na Estrada das Paineiras, que leva ao Morro do Corcovado e é bastante freqüentada por turistas nos fins de semana. Segundo o Coordenador das Unidades Especiais dos Bombeiros, coronel Marcos Silva, foram achados um corpo em decomposição e pelo menos seis ossadas humanas. Havia a suspeita de que o corpo poderia ser da funcionária pública Priscila Belfort, de 29 anos, desaparecida desde o dia 9 de janeiro, mas a hipótese foi descartada pela polícia. "O corpo está em um estado muito avançado de decomposição. Não é dela", disse Silva. Para checar a informação, policiais da Delegacia Anti-Seqüestro foram até o local. Priscila é irmã do lutador de vale-tudo Vítor Belfort e sumiu quando ia para o trabalho. Na busca por informações da jovem, a família espalhou outdoors pela cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.