Desconforto do vídeo ao vivo sob controle

A candidata à Presidência Dilma Rousseff foi bem na entrevista ao Jornal Nacional da TV Globo. Ela estava calma e controlou o desconforto que o vídeo ao vivo oferece.

Marcus Figueiredo, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2010 | 00h00

É fato que cometeu uma ou outra gafe durante a entrevista, como trocar a Baixada Fluminense pela Baixada Santista, mas isso não tem importância. Ela conseguiu impor aos entrevistadores a própria agenda, não ficou presa aos assuntos levantados nas perguntas. Procurou se mostrar simpática no vídeo, algo a que não estamos muito acostumados.

Não creio que ela tenha conquistado eleitores durante o programa, pois isso não ocorre de forma tão rápida. O que acontece é que vai se criando um caldo de cultura positivo.

Já se esperava que ela fosse muito mal no debate da TV Bandeirantes, e isso não aconteceu - o desempenho foi razoável. Ontem ela se saiu melhor. Está se aprimorando e treinando para o que ainda vem pela frente, que é o horário eleitoral gratuito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.