Desembargador decide na segunda destino de Beira-Mar

Só na segunda-feira será definido se o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, continua no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) de Presidente Bernardes ou vai para um regime de "frouxa vigilância", como disseram os promotores que exigem a permanência dele no RDD. O mandado de segurança com liminar entregue à Justiça anteontem pelo Ministério Público Estadual, tentando impedir a transferência determinada pelo juiz corregedor dos presídios, Miguel Marques da Silva, será analisado na segunda-feira pelo desembargador Denser de Sá, 2.º vice-presidente do Tribunal de Justiça. Na segunda-feira também termina o prazo do secretário da Administração Penitenciária, Nagashi Furukawa, para decidir para qual presídio o criminoso será levado. Furukawa disse que decisão da Justiça não se discute, cumpre-se, mas vai se empenhar em mandar o bandido para outro Estado. Esta é a segunda vez que os advogados de Beira-Mar tentam tirá-lo do RDD. Há quatro meses, o juiz Marques da Silva autorizou a ida do traficante para o Rio. Na ocasião, o secretário da Segurança do Estado, Anthony Garotinho, pediu ao ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, que Beira-Mar continuasse preso em Presidente Bernardes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.