Desempregado continua mantendo reféns em Curitiba

O segurança desempregado Pedro Graciano da Silva, 30 anos, feriu quatro pessoas e mantém outras duas como reféns desde o início da tarde em uma sala no Juizado Especial de Pequenas Causas, no bairro Alto da XV, próximo ao centro de Curitiba. De acordo com a polícia, o rapaz está nervoso e não tem feito exigência. A única coisa que diz é ser apaixonado pela mulher Letícia Cristina Cunha, 23 anos, de quem está se separando. Todos os feridos foram medicados e passavam bem. O tenente coronel Nelson Carnieri, informou há pouco que Silva liberou a refém Letícia Lilian, estudante de direito. Carnieri acredita que o episódio está próximo do fim, visto que o rapaz ? demonstrou boa vontade?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.