Desfile das campeãs do Rio vira tira-teima

Este sábado será o dia do tira-teima. As seis escolas de samba mais bem colocadas de 2007 voltam ao sambódromo, a partir das 21 horas, na ordem inversa da classificação. O público vai decidir o que é melhor, o desfile tradicional da Beija-flor de Nilópolis (primeiro lugar), Acadêmicos do Grande Rio (segundo) e Estação Primeira de Mangueira (terceiro) ou as inovações da Unidos da Tijuca (quarto), Unidos do Viradouro (quinto) e Unidos de Vila Isabel (sexto lugar). O júri preferiu as três primeiras, mas as arquibancadas se dividiram. O show começa às 19 horas, com a Escola de Samba Flor da Idade. Às 20h40, Emílio Santiago passa cantando um pot-pourri dos sambas das agremiações. Às 21 horas, começa o desfile das grandes agremiações que será transmitido para todo o País pela Rede Bandeirantes. Até a meteorologia colabora para a festa. Segundo o Climatempo, pode até chover no fim da tarde, mas a previsão é de uma noite de céu claro e estrelado. A campeã, Beija-Flor de Nilópolis, vai repetir a performance. "A novidade será a alegria das pessoas, ainda maior, com este campeonato que lhe é de direito", promete Alexandre Louzada, um dos integrantes da comissão de carnaval. A Grande Rio refez seu abre-alas, destruído num incêndio quando a escola acabara de passar. O novo carro, com uma coroa dourada sobre uma plataforma redonda, foi guardado a sete chaves no barracão. Zeca Pagodinho não fez segredo, volta a desfilar. Sem Beth Carvalho A Mangueira vem sem Beth Carvalho, mas com Alcione, no chão, ao lado de Emílio Santiago, ajudando Luizito a cantar o samba. "Não vim no domingo porque era tema de uma escola de samba lá em São Luiz, minha terra", explicou a cantora. A verde e rosa quer provar que foi injustiçada com o terceiro lugar porque, sendo decana do Grupo Especial, ficou atrás da caçula, a Grande Rio. A Tijuca também quer provar que merecia vencer. "Fizermos um desfile perfeito, o 9,5 em harmonia foi injusto", reclama seu presidente, Fernando Horta. A Viradouro vai desfilar para a arquibancada que gritou "É campeã!", sem encontrar eco entre os jurados. O diretor da bateria, mestre Ciça, invocado com os dois décimos que perdeu e a colocou atrás da Tijuca, repetirá o sobe e desce de seus ritmistas no carro alegórico. A Vila não reclamou de injustiça e comemora a volta ao Grupo Especial. "Estivemos lá em baixo (no Grupo de Acesso) e voltar no sábado é garantia de que esse risco está longe", comentava um senhor que se identificou como morador do Morro dos Macacos, onde mora a comunidade da sexta colocada. Até a noite de sexta-feira, 23, restavam poucos ingressos para os setores 4 e 11, cadeiras do setor 6 e nas frisas, que estarão à venda só na central da Rua da Alfândega, 25, no centro do Rio, das 10 às 17 horas. Se sobrarem, serão vendidos embaixo do setor 11 até o início do desfile. As informações podem ser obtidas no telefone 2233-8151.

Agencia Estado,

24 Fevereiro 2007 | 08h40

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.