Deslizamento de barragem em mina mata operários em MG

Ao menos três trabalhadores morreram no acidente no município de Itabirito; segundo secretário de Meio Ambiente, há desaparecidos

Marcelo Portela

10 de setembro de 2014 | 12h05

BELO HORIZONTE - O rompimento de uma barragem em uma mina em Itabirito, na região central de Minas Gerais, causou a morte de três operários e deixou cinco feridos na manhã desta quarta-feira, 10. O deslizamento de terra aconteceu em uma área destinada a depósito de rejeitos da Mineração Herculano. As primeiras informações eram de que até dez trabalhadores teriam sido soterrados pela lama. Segundo o Corpo de Bombeiros, outra barragem da empresa foi interditada porque também apresenta risco de ruir.

De acordo com os bombeiros, o rompimento da barragem aconteceu no início da manhã e toneladas de rejeitos atingiram um caminhão, uma escavadeira e um Fiat Uno, nos quais estavam os trabalhadores que morreram. Quatro operários que estavam a pé e outro que ficou preso em um caminhão foram retirados com vida dos escombros.

Pelo menos 21 militares sediados no município, em Ouro Preto e em Belo Horizonte trabalham no local e fazem escavações manuais, à procura de outras vítimas.

Colegas dos operários atingidos pelo rejeito ajudaram na retirada das vítimas, que receberam os primeiros atendimentos no local. Pelo menos um dos feridos foi encaminhado para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS), na capital mineira.

Em entrevista à Globo News, o secretário de Meio Ambiente de Itabirito, Antônio Marcos Generoso, afirmou que as informações da Mineração Herculano são de que não havia mais vítimas no acidente. Ninguém atendeu o telefone na sede da mineradora, localizada em Itaúna, na região centro-oeste de Minas, e o site da empresa foi retirado do ar após o rompimento da barragem. A Defesa Civil monitora o local.

Em 2001, o rompimento de uma barragem da Mineração Rio Verde matou cinco operários, destruiu a principal via de acesso e soterrou parte de São Sebastião das Águas Claras, distrito de Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Foram necessários vários meses para recuperar os estragos causados pelo acidente.

Tudo o que sabemos sobre:
DeslizamentoMinas GeraisItabirito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.